<span class='p-name'>O desafio de reter talentos e gerir pessoas</span>

O desafio de reter talentos e gerir pessoas

O mercado de trabalho se transforma, exige atualização, cresce vertiginosamente com a tecnologia, mas um aspecto parece especialmente diferente quando olhamos os desafios da gestão de pessoas: atrair o interesse genuíno para trabalhar em uma empresa é tarefa de inúmeros líderes e transforma as empresas em marcas.

A exigência é que, cada vez mais, as relações sejam humanizadas para que os talentos floresçam dentro das organizações.

E apesar de cenários de crise e desemprego, o mercado de trabalho também tem lidado com o propósito – aquilo que motiva o trabalho diário e está ligado a uma visão pessoal de desenvolvimento e evolução. 

Ou seja, a divisão entre a vida pessoal e a profissional não faz mais tanto sentido nesse cenário, já que a as empresas precisam enxergar colaboradores, funcionários ou trabalhadores sob uma visão integral. 

O que faz sentido para a ética e valores da empresa precisa estar alinhado ao que o colaborador também entende como ética e valor para a vida. 

Muita coisa se transformou na relação das empresas com as pessoas, mas mesmo com uma visão mais ampla do que é engajamento e comprometimento, os gestores das empresas ainda enfrentam imensos desafios para a atração, retenção e desenvolvimento de talentos. 

Invista em motivos

O que motiva as pessoas também é um impulso poderoso para revelar habilidades e competências profissionais. 

Entender o que estimula os colaboradores a conquistar seus objetivos é o primeiro passo para construir relações de confiança com seus principais clientes: os internos. 

Quanto mais as pessoas se sentem entendidas no ambiente de trabalho, melhor (e por mais tempo) contribuem com o propósito coletivo – da empresa ou do Negócio. 

Para atrair as pessoas, as empresas podem adotar medidas simples e pragmáticas. Veja 6 fatores fundamentais: 

  1. o reconhecimento e valorização dos talentos;
  2. cultivar um ambiente produtivo e estimulante de trabalho;
  3. ter planos de educação corporativa e continuada;
  4. criar oportunidades para que os colaboradores possam fazer parte de novos projetos;
  5. favorecer a troca de experiência entre as pessoas;
  6. investir na equipe e na promoção da carreira das pessoas, conhecendo-as individualmente (descobrir novos potenciais).

Mantenha-se atualizado, estimule uma gestão humanizada e trate as pessoas com igualdade no ambiente de trabalho. 

Os resultados de uma gestão focada nas pessoas (internamente) tendem a ser sólidos, são percebidos externamente, se mantém em longo prazo e criam pontes com as quais as marcas e empresas constroem vínculos com os consumidores.

Deixe uma resposta

Fechar Menu